2010-04-19

Subject: Estudo revela mecanismo do capelo em cobras

 

Estudo revela mecanismo do capelo em cobras

 

Dificuldades em visualizar este email? Consulte-o online!

@ BBCOs cientistas descobriram o mecanismo que está por trás do ameaçador capelo que as cobras-capelo usam como exibição defensiva.

Medindo a actividade eléctrica dos músculos das cobras, os investigadores descobriram que grupo específico as cobras usam para levantar os capelos.

Os investigadores consideram que o capelo evoluiu à medida que algumas das costelas das cobras-capelo passaram a ter uma dupla função, sendo usadas nesta exibição. As suas descobertas foram relatadas na revista Journal of Experimental Biology

Kenneth Kardong, professor de zoologia da Universidade Estatal de Washington, foi um dos autores do estudo e explicou que o capelo destas cobras era "um intrigante problema da biologia evolutiva".

"Na cobra-capelo, tanto os ossos das costelas como os músculos que os movimentam estão mobilizados para construir esta exibição visual", comenta ele. "A nossa equipa quis examinar de que forma as costelas foram libertadas para rodar de forma a ficar nesta posição de apresentação e compreender como é que os músculos foram capazes de as levantar e voltar a baixar para a posição relaxada."

Para o fazer, os investigadores fizeram medições da actividade eléctrica de dos os músculos do pescoço da cobra. Para isso tiveram que realizar cirurgias muito complicadas para implantar minúsculos eléctrodos nos músculos do pescoço da cobra-capelo, com o animal anestesiado de forma muito cuidadosa.

Bruce Young, da Universidade do Massachusetts em Lowell, que também participou no estudo, considerou a realização destas cirurgias "a parte mais arriscada do estudo". "Temos que estar a trabalhar à volta da cabeça do animal mas as cobras tinham uma tendência para acordar que era muito desconcertante."

Uma vez os eléctrodos colocados, os cientistas esperaram que as cobras recuperassem antes de as filmar e gravar a actividade muscular que decorrida do eriçar do capelo.

 

Descobriram que apenas oito músculos estão envolvidos na formação do capelo e que eram todos músculos também presentes em cobras sem capelo.

@BBC"Este é um exemplo da remodelação feita pela evolução de estruturas que já existem, adaptando-as a novas funções à medida que as novas espécies emergem e divergem", diz Kardong. "Houve uma alteração do controlo do sistema nervoso sobre esses músculos."

Young explicou que as cobras-capelo não eram as únicas a utilizar este tipo de exibição defensiva. "Vários grupos de cobras não aparentadas do ponto de vista evolutivo mostram o mesmo comportamento." Por esse motivo, ele espera vir a estudar essas outras espécies e compreender como levantam o seu capelo. 

 

 

Saber mais:

Compreendido sistema de detecção por infravermelhos das cobras

Cobras usam escamas para deslizar

Química do veneno de cobra varia com idade e localização

Quando as cobras caem das árvores ...

 

 

Twitter simbiotica.orgFacebook simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.orgClique para deixar de subscrever esta newsletter

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

 

simbiotica.org  |  Arquivo  |  Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2010


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com