2009-10-25

Subject: Culturas geneticamente modificadas para agricultura mais sustentável?

 

Culturas geneticamente modificadas para agricultura mais sustentável?

 

Dificuldades em visualizar este email? Consulte-o online!

cereaisA Royal Society concluiu, num relatório publicado ontem (21 de Outubro de 2009), ser necessário que as  façam parte da solução para o desenvolvimento de uma agricultura global mais sustentável. 

A Academia das Ciências do Reino Unido concluiu também que deve ser promovida mais investigação em novas tecnologias para fazer face aos desafios futuros.

O relatório “Colher os Benefícios - Ciência e Intensificação Sustentável da Agricultura Global” foi produzido por uma equipa de especialistas em agricultura, em biologia de conservação e em biologia vegetal. O documento foca essencialmente aspectos técnico-científicos.

Prevê-se que em 2050 a população mundial tenha atingido 9 biliões de pessoas. A Royal Society considera que até lá é necessário que a produção de alimentos aumente em pelo menos 50 por cento e sem causar danos no ambiente.

Os padrões actuais de consumo, os impactos das alterações climáticas e o aumento da escassez de água e de solos viáveis tornam cada vez mais urgente a necessidade de aumento da produtividade agrícola. Os métodos de produção de cereais a utilizar serão por isso fundamentais para sustentabilidade ambiental, social e económica, principalmente nas zonas rurais dos países em desenvolvimento.

Este relatório analisa o papel vital das ciências biológicas nas práticas agrícolas para a intensificação da produção de cereais de forma sustentável. 

 

A Royal Society recomenda a implementação de um programa de investigação em áreas que têm sido negligenciadas nos últimos anos, incluindo a exploração de novos métodos agrícolas para o aumento da produtividade com a minimização simultânea dos impactos ambientais da sua utilização, assim como o desenvolvimento de variedades vegetais melhoradas, tanto através de métodos convencionais como de engenharia genética.

A Royal Society apela para a necessidade de inovação, ao aumento da investigação e do ensino na área das ciências agrárias, ao aumento de financiamento público e para a mudança de atitude na direcção da colaboração global, em particular com os agricultores dos países em desenvolvimento.

 

 

Saber mais:

Outra verdade inconveniente - O dilema maltusiano do crescimento populacional

Europa prepara-se para medicamentos obtidos a partir de plantas geneticamente modificadas

Reforço vitamínico do milho transgénico

Europa e OGM- tempo de decisões

 

 

 

Twitter simbiotica.orgFacebook simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

 

simbiotica.org  |  Arquivo  |  Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2009


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com