2009-09-23

Subject: Novo estímulo para as conversações climáticas?

 

Novo estímulo para as conversações climáticas?

 

Dificuldades em visualizar este email? Consulte-o online!

@ BBCCerca de 100 líderes mundiais estão reunidos nas Nações Unidas em Nova Iorque, numa tentativa de revitalizar as conversações sobre as alterações climáticas.

A atenção vai estar concentrada no presidente chinês Hu Jintao, que se espera que revele novos passos de redução de emissões de gases de efeito de estufa no seu país.

O encontro surge dois meses antes da Cimeira de Copenhaga, que se destina a aprovar um novo tratado sobre as alterações climáticas. O secretário-geral das Nações Unidas Ban Ki-moon inaugurou o encontro com um apelo à acção urgente, dizendo que as negociações sobre a redução de emissões de gases de efeito de estufa estão a prosseguir de forma demasiado lenta.

As negociações estão a tentar encontrar um acordo sobre o substituto do Protocolo de Quioto na limitação das emissões de carbono. O secretário-geral das Nações Unidas Ban Ki-moon apelidou o encontro de tentativa de injectar acção nas conversações climáticas em bloqueio.

Segundo observadores, as conversações não estão a progredir porque os países ricos não se estão a comprometer com reduções suficientes nas emissões de carbono para levar o planta para terrenos mais seguros, enquanto os países mais pobres se recusam a aceitar limites vinculativos para essas mesmas emissões, alegado que isso os impediria de se desenvolver economicamente.

O papel da China é crucial, pois pois é simultaneamente uma economia emergente e um grande poluidor.

O negociador principal das Nações Unidas para as alterações climáticas, Yvo de Boer, referia esperar anúncios importantes de Pequim durante a cimeira: "A política interna chinesa já é muito ambiciosa mas sim, esperamos algo dramático."

O presidente Hu Jintao anunciou realmente "metas de intensidade de carbono" destinadas a tornar a industria chinesa mais eficiente, produzindo menos carbono por unidade de energia produzida e obtendo 15% da sua energia de fontes renováveis no espaço de uma década.

A China já ultrapassou os Estados Unidos ao tornar-se o maior mercado para energia solar do mundo e está em forte crescimento relativamente a energia solar mas os limites nas emissões de carbono não são satisfatórios, pois apesar de todos esses avanços em energias verdes, ainda obtém 70% da sua energia do carvão.

 

Também há preocupação acerca do outro grande poluidor, os Estados Unidos. O presidente Barack Obama reconheceu que as alterações climáticas são um assunto urgente, ao contrário da administração anterior.

Obama já anunciou a meta de voltar ao nível de emissões de 1990 até 2020, mas os críticos dizem que Washington está a fazer progressos demasiado lentos com legislação que não vai suficientemente longe.

Obama está actualmente sob grande pressão interna devido a questões como a economia e a a reforma do sistema de saúde mas todos esperavam do seu discurso perante a assembleia das Nações Unidas sinais de que continua disposto a cumprir o seu compromisso de liderar o mundo em direcção a um acordo global sobre emissões de carbono, o que parece ter acontecido, segundo os observadores.

A demonstração de vontade política por parte dos Estados Unidos e da China espera-se que seja o motor para insuflar nova vida às negociações em impasse. 

Estes dois países são responsáveis por cerca de 20% da poluição por gases de efeito de estufa resultantes da queima de carvão, petróleo e gás natural. A União Europeia é responsável por 14%, seguida da Rússia e da Índia, ambos com 5% das emissões. 

 

 

 

Saber mais:

United Nations Framework Convention on Climate Change

COP15 - Copenhaga

350.org

10-10 | Cutting 10% of emissions in 2010

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

 

simbiotica.org  |  Arquivo  |  Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2009


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com