2009-09-05

Subject: Cães domesticados pela primeira vez na China para alimento?

 

Cães domesticados pela primeira vez na China para alimento?

 

Dificuldades em visualizar este email? Consulte-o online!

@ NGM online

Os lobos foram domesticados há não mais de 16300 anos no sul da China, sugere uma nova análise genética. Os autores do estudo especulam que é possível que os cães tenham sido domesticados para serem gado vivo e não animais de estimação ou trabalhadores.

"Nesta região, até na actualidade, comer carne de cão é uma questão cultural", salienta o co-autor do estudo Peter Savolainen, biólogo do Real Instituto de Tecnologia de Estocolmo, Suécia.

"Também se pode ver nos registos históricos até onde eles existem que comer carne de cão sempre tem sido muito comum" no leste da Ásia. "Por isso temos que colocar a possibilidade de que essa tenha sido uma das razões para a domesticação dos cães."

O novo trabalho, publicado esta semana na revista Molecular Biology and Evolution, vem apoiar a há muito proposta teoria de que cães se tornaram os melhores amigos do Homem no leste asiático.

Essa teoria foi contestada ainda no mês passado (veja Origem do cão doméstico desafiada) com base em análises de DNA dos chamados cães das aldeias em África.

O nível máximo de diversidade genética dos cães modernos existe na região onde os animais primeiro ficaram sob controlo humano mas o estudo publicado em Agosto descobriu que os cães das aldeias africanas têm uma quantidade semelhante de diversidade genética que os do leste asiático, contestando a origem da domesticação dos cães.

Para o novo trabalho, Savolainen e a sua equipa analisaram o genoma mitocondrial inteiro, DNA que passa de geração em geração apenas pela linhagem materna, de 169 cães, bem como porções dos genomas de 1543 cães de toda a Europa, Médio Oriente e Ásia.

 

Todos estes cães partilham pelo menos 80% do seu DNA, descobriram eles. A diversidade genética dos animais aumentava quando os cientistas 'caminhavam' em direcção a leste, sendo a maior taxa encontrada numa região a sul do rio Yangtze na China.

De acordo com Savolainen, os dados sugerem que "é totalmente claro" que a variação genética dos cães do leste asiático é muito mais elevada que qualquer outro local do mundo.

A análise também sugere que os lobos foram domesticados a partir de várias centenas de indivíduos algures entre 5400 e 16300 anos. Este intervalo de tempo corresponde ao momento que os caçadores-recolectores asiáticos estavam a adoptar um estilo de vida mais sedentário, o que faz Savolainen pensar que os canídeos podem ter sido mantidos para alimento.

Adam Boyko, biólogo da Universidade de Cornell em Nova Iorque e co-autor do estudo de Agosto, concorda que o novo trabalho mostra uma maior diversidade genética no leste asiático que em África mas refere que gostaria de ter mais evidências genéticas antes de apregoar que foi encontrada prova da domesticação.

"Mas claramente é um resultado muito interessante", diz ele. "Há uma tonelada de dados a apoiá-los e avançam uma hipótese muito interessante para a domesticação dos cães." 

 

 

 

Saber mais:

Origem do cão doméstico desafiada

Como terão os cães aprendido a interagir com o Homem?

 

 

Facebook simbiotica.orgTwitter simbiotica.orgFlikr simbiotica.orgYouTube simbiotica.org

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo  |  Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2009


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com