2009-07-28

Subject: Bico do tucano: um segredo quente

 

Bico do tucano: um segredo quente

 

 

Dificuldades em visualizar este email?

Consulte-o online!

Glenn TattersallDesde há séculos que os cientistas se têm questionado acerca do motivo porque o bico do tucano é tão espantosamente grande mas só agora uma equipa de investigadores pode ter uma resposta.

Escrevendo na última edição da revista Science, os investigadores referem que o tucano usa o seu enorme bico para se manter fresco. Utilizaram câmaras de vídeo de infravermelhos para revelar como a ave descarrega calor do corpo para o bico, o que a ajuda a regular a temperatura corporal.

O tucano tem o maior bico de todas as aves, relativamente ao tamanho do corpo, pois representa cerca de um terço do comprimento do corpo.

Este apêndice exagerado tem recebido muitas e diferentes interpretações: Charles Darwin pensava que podia ser usado para atrair parceiros sexuais mas as ideias mais recentes andam em volta de questões como o descascar da fruta de que se alimenta, predação de ninhos e alertas visuais.

Com o objectivo de investigar mais, uma equipa de investigadores da Universidade de Brock, Canadá e da Universidade Estadual Paulista, Brasil, analisaram o tucano toco Ramphastos toco, espécie que passeia o maior bico de todos os tucanos.

Glenn Tattersall, autor principal do artigo e investigador da Universidade de Brock, diz: "Utilizámos tecnologia de imagem termal por infravermelhos para avaliar a temperatura superficial do bico dos tucanos quando as aves estão expostas a uma variedade de temperaturas do ar, desde 10ºC a 35ºC. "Isso permitiu-nos medir a temperatura exacta do bico."

Os cientistas descobriram que à medida que o seu ambiente fica mais quente, o bico do tucano aquece rapidamente, efectivamente actuando como um radiador e retirando calor do corpo da ave, permitindo-lhe manter-se fresca. Pelo contrário, em temperaturas mais baixas pouco calor é libertado pelo bico, permitindo à ave manter o corpo quente.

O efeito é particularmente evidente à noite: ao pôr-do-sol as aves, em poucos minutos, libertavam calor através do bico, baixando a temperatura enquanto dormiam.

Os bicos dos tucanos têm uma rede de capilares sanguíneos que permite regular o fluxo de sangue no seu interior, explica Tattersall: "Ao alterar o fluxo de sangue para a superfície do bico, os tucanos podem conservar o calor corporal quando está frio ou suportar o stress do calor excessivo aumentando o fluxo de sangue."

 

"Essencialmente, a grande área superficial do bico, e o facto de não ser isolado, significa que o sangue que por ele circula tem a capacidade de libertar calor para o bico. Este calor proveniente do sangue é depois dissipado para o ar, arrefecendo a ave."

Outros animais usam partes do corpo para regular a temperatura, como por exemplo, os elefantes e os coelhos, que irradiam calor pelas orelhas para arrefecer. Mas a enorme dimensão do bico do tucano significa que, relativamente, tem uma das maiores 'janelas termais' do reino animal.

O estudo publicado na revista Science também demonstra que o tucano é extremamente eficaz no controlo do calor corporal com ele: o bico é responsável por até 100% da perda de calor corporal ou por menos de 5%, se o fluxo sanguíneo foi reduzido.

Thiago FiladelphoMais uma vez Tattersall explica: "Os bicos das aves não são formados por tecidos mortos, incapazes de desempenhar um papel na termorregulação mas, pelo contrário, contribuem activamente para esse equilíbrio. As aves não transpiram logo têm que ter outros mecanismos para lidar com as temperaturas elevadas."

Os investigadores dizem que a descoberta de que o tucano usa o bico para regular a temperatura corporal não exclui a possibilidade de o bico ter algumas das outras funções já sugeridas.

A equipa de investigadores vai agora estudar outras aves para verificar se os seus bicos estão envolvidos na regulação da temperatura. 

 

 

Saber mais:

Vídeo - o bico quente do tucano

Universidade Estadual Paulista

Science

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo  |  Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2009


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com