2009-03-17

Subject: Escavação canadiana revela dinossauro minúsculo

 

Escavação canadiana revela dinossauro minúsculo

 

 

Dificuldades em visualizar este email?

Consulte-o online!

Infographic (BBC)

O mais pequeno dinossauro carnívoro encontrado até à data foi descoberto na América do Norte a partir de seis minúsculos ossos pélvicos.

O Hesperonychus era do tamanho de uma pequena galinha e usava fila de dentes serrilhados para se alimentar de insectos, dizem os peritos. O animal era semelhante a uma ave e aparentado de perto com o Microraptor, um pequeno dinossauro emplumado descoberto na China.

O espécime ajuda a confirmar que os répteis, e não os mamíferos, ocuparam o nichos dos pequenos predadores durante a era dos dinossauros.

O esqueleto fóssil, que permaneceu mal identificado durante 25 anos como um lagarto, pertence ao grupo de dinossauros conhecidos por terápodes, ou seja, répteis bípedes que eventualmente originaram as aves.

"Apesar da descoberta de esqueletos belissimamente preservados de pequenos dinossauros do tipo ave na Ásia, eles são extremamente raros na América do Norte", explica Philip Currie, paleontólogo da Universidade de Calgary e co-autor do artigo agora publicado.

Currie andava mesmo a ponderar porque tão poucos fósseis pequenos tinham sido descobertos em Alberta, Canadá, um dos locais mais ricos do mundo em ossos de dinossauros de grande porte. Ele suspeitava que os dinossauros pequenos não ficavam bem preservados devido a estarem numa região com prevalência dos maiores predadores da área.

"Havia muitos dinossauros grandes a come-los e os ossos pequenos são facilmente levados pelos rios, que eram vulgares na região durante o período Cretácico", diz Currie.

 

A nova descoberta lança mais dúvidas sobre o facto de os mamíferos terem agido como pequenos predadores no período Cretácico na América do Norte. Os ossos das pélvis fossilizadas pertenceram a um animal que pesava apenas 1,9 Kg e tem uma aparência claramente reptiliana.

"Isso diz-nos que, tal como na Ásia, os dinossauros da América do Norte tinham uma vantagem competitiva sobre os mamíferos tanto nos nichos dos predadores maiores, como nos nichos dos predadores menores", explica Currie.

Os autores também sugerem que esta descoberta ajuda a resolver o debate sobre se o voo surgiu a partir de animais que corriam sobre o solo, batendo os braços, ou se se terá iniciado com animais que trepavam às árvores e planavam para baixo.

Com base no tamanho das ancas e dado que um dos ossos da anca estava curvado, "sabemos que este dinossauro era um trepador", explica Currie. "Provavelmente usava as longas penas dos membros anteriores para planar ou "saltar de paraquedas" de árvore para árvore."

O espécime, Hesperonychus elizabethae, baptizado de acordo com a sua colectora Elizabeth Nicholls, foi reclassificado pelo paleontólogo Nicholas Longrich, um dos co-autores do artigo, da Universidade de Alberta.

 

 

Saber mais:

PNAS

Descoberto novo dinossauro emplumado

Répteis voadores fornecidos em tamanho de bolso

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2009


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com