2009-01-24

Subject: Testes com células embrionárias estaminais aprovados

 

Testes com células embrionárias estaminais aprovados

 

 

Dificuldades em visualizar este email?

Consulte-o online!

Numa decisão histórica para um campo carregado politicamente, a US Food and Drug Administration (FDA) aprovou o primeiro teste clínico do mundo para uma terapia gerada por células estaminais embrionárias humanas.

A Geron, uma companhia de Menlo Park, Califórnia, anunciou a 23 de Janeiro que tinha obtido a aprovação da agência de regulação para lançar um pequeno estudo fase I de segurança de uma terapia derivada de células estaminais para lesões na espinal medula.

A companhia detém um portfolio extenso de patentes relacionadas com investigação em células estaminais embrionárias e poucos competidores, pelo que o anúncio fez disparar o valor das suas acções, que fecharam sexta-feira a ganhar 36%.

Nos testes, oito a dez indivíduos paralisados serão injectados, no espaço de 7 a 14 dias após a sua lesão, com precursores de oligodendrócitos derivados de células estaminais. Estas células fazem parte do sistema nervoso central, onde têm um papel crucial no suporte aos neurónios.

Espera-se que as células construam bainhas de mielina, um lípido isolador essencial à condução do impulso nervoso, em volta dos neurónios danificados, bem como estimulem a regeneração de todas as células nervosas. Estas células já demonstraram essa capacidade em testes em animais.

 

A companhia anunciou que espera começar a recrutar voluntários já no próximo Verão em sete centros médicos americanos.

Numa conferência com analistas e repórteres, o presidente e CEO da Geron, Thomas Okarma, disse que os testes "assinalam a alvorada de uma nova era em terapêutica médica. Esta abordagem vai bem para além de comprimidos e bisturis para alcançar um novo nível de cura".

A notícia da aprovação da FDA surgiu no terceiro dia após a tomada de posse do presidente americano Barack Obama, levando a especulações de que o pedido de 22 mil páginas da Geron, submetido pela primeira vez em Março último, tinha sido retido por razões políticas.

O presidente Bush tinha colocado restrições apertadas ao financiamento federal de investigações sobre células estaminais embrionárias, situação que o presidente Obama tinha prometido reverter. As células da Geron provêem de um conjunto de linhagens aprovadas para financiamento federal sob a política de Bush.

Tanto a companhia como a FDA negaram que houvesse questões políticas envolvidas. "A ciência é que conduz as nossas decisões", diz Karen Riley, porta-voz da FDA. "As considerações políticas não têm qualquer papel neste processo, apenas houve uma coincidência de tempos." 

 

 

Saber mais:

Geron

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2009


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com