2003-10-11

Subject: Alerta vermelho para o hangul em Caxemira

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do Boletim Informativo Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Alerta vermelho para o hangul em Caxemira

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

Peritos do território sob administração indiana de Caxemira estão em choque com a revelação que população natural do hangul, uma espécie criticamente ameaçada de veado vermelho, pode estar reduzida a 170 indivíduos no seu único habitat natural que resta, o parque nacional Dachigam.

Esta espécie única, Cervus elaphus hanglu, está em risco de desaparecer totalmente, ao contrário do que as estimativas do anterior governo anunciavam (entre 483 e 550 animais em 2002). A população de hangul decaiu de 5000 em 1945 para menos de 200. 

O veado hangul pastou numa vasta área montanhosa do sul de Caxemira, mas está confinado agora aos picos mais altos, no interior do parque. Esta situação deve-se, segundo investigadores, às políticas erradas de gestão e conservação da espécie. Interesses estatais manipularam durante anos os números fornecidos ao público, enganando os conservacionistas e escondendo a sua ineficácia. 

Uma sucessão de factores são responsáveis pelo declínio do hangul, mas a principal parece ser a presença de uma quinta de ovinos no interior do parque. Através da quinta, doenças endémicas do gado doméstico (febre aftosa, por exemplo) são transmitidas aos animais selvagens, bem como importantes zonas de pastagem são ocupadas. 

Esta situação foi criada pelo anterior governo, que cedeu a pressões políticas, permitindo a entrada de pastores nómadas no parque, perturbando o equilíbrio natural aí existente. A presença de guardas fronteiriços indianos também não ajudou, pois o seu acampamento no interior do parque obriga a constantes deslocações de veículos. As visitas de figuras VIP indianas ao parque também são notadas e consideradas problemáticas, devido ao uso indiscriminado de veículos todo-terreno. 

No meio de tantas situações improváveis, o actual governo indiano permanece optimista em relação ao futuro do hangul. Para que o efectivo actual aumente, é necessário, no entanto, que o gado e os seus pastores sejam banidos do parque. O governo tem uma comissão a estudar a situação, de modo a propor medidas alternativas. 

Comissões não terão impacto no terreno, onde o governo não parece ser capaz de aplicar as leis conservacionistas criadas em 1978. O hangul não é a única baixa causada por esta situação, tendo ocorrido um decréscimo acentuado nos efectivos de cabras selvagens markhor, de que restam entre 197 a 280 animais. 

A sul de caxemira a situação não é melhor: restam  40-60 veados malhados, 22-60 neelgai (uma espécie de yak), 250-300 leopardos das neves e 1,717 burros selvagens. Os números são sombrios e não auguram nada de bom a um departamento de conservação sem pessoal e sem meios. 

O governo defende-se lançando uma campanha de sensibilização da população para a necessidade de conservar a vida selvagem.  Foram igualmente lançados projectos para implementar centros de reprodução de hangul, carneiros azuis, e veados almiscarados, com o objectivo de os libertar na natureza.

 

 

 

Outras Notícias:

Octogenário luta para preservar a vida selvagem de Caxemira

 

Vestido com um fato Pathani cinzento e o tradicional chapéu muçulmano, o octogenário Qasim Wani dificilmente se pode considerar o guerreiro da natureza tradicional.

Este querido avozinho é um antigo guarda-florestal, agora aposentado mas ainda activo na defesa do seu bem-amado parque nacional Dachigam.

Wani foi recentemente agraciado com um prémio, em reconhecimento pela sua dedicação à defesa do meio ambiente e vida selvagem de Caxemira.

Durante 60 anos Wani ainda perseguia caçadores furtivos e madeireiros ilegais. Nas suas próprias palavras, combateu um diabo chamado ganância e desrespeito pela Vida. "Nos últimos 12 anos, esse diabo recebeu reforços com os militares do acampamento. Têm sido 12 anos terríveis para a fauna indiana", concluiu com a voz embargada.

 

Veados Hangul

  Saber mais:   

Parque Nacional Dachigam

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo?? 

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2003


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com