2008-11-30

Subject: Desflorestação amazónica acelera

 

Desflorestação amazónica acelera

 

   

A destruição da floresta tropical amazónica no Brasil acelerou pela primeira vez em quatro anos, revelaram funcionários de protecção da natureza brasileiros.

Imagens de satélite mostram que 11968 quilómetros quadrados de floresta foram abatidas desde o início deste ano até Julho, perto de 4% mais do que no ano passado.

O governo diz que o número anunciado é muito pouco satisfatório mas que poderia ter sido muito pior se não tivesse tomado medidas contra o abate ilegal da floresta.

Os altos preços dos produtos alegadamente estão a tentar os rancheiros a derrubar mais floresta, pois o governo brasileiro conseguiu celebrar três anos seguidos de reduções na desflorestação. No entanto, a última estimativa do Instituto Nacional de Investigação Espacial (INPE), mostra que esta tendência se interrompeu.

Gilberto Câmara, do INPE, confessa que teria preferido oferecer melhores notícias. "Acreditamos que isto é um revés mas também acreditamos que é algo positivo pois os níveis de desflorestação esperados eram muito superiores. Houve muitas queimadas a nível do solo na segunda metade de 2007, o que poderia ter levado a um aumento muito superior na desflorestação."

No final de 2007 e início de 2008 já havia sinais de que a desflorestação estava novamente a aumentar, com a justificação de que havia necessidade das terras para a criação de gado e plantação de soja, num momento em que o preço dos produtos é alto.

 

Em resposta a esta situação, o governo anunciou uma série de medidas para acabar com o abate ilegal da floresta, incluindo uma operação de grande dimensão envolvendo a polícia e inspectores ambientais, baptizada "Arco de fogo".

O ministro do ambiente brasileiro, Carlos Minc, diz que sem acções como essa os números da desflorestação seriam ainda mais elevados. "Muitos esperavam aumentos de 30 a 40% e mesmo assim conseguimos estabilizar a situação."

Ainda assim, ele também refere que o governo não se considera satisfeito. "Queremos baixas estes números ainda mais, queremos atingir uma desflorestação zero."

Os grupos ambientalistas vão seguir atentamente a situação para perceber se a determinação e os recursos que consideram necessários para proteger a Amazónia existem e são devidamente aplicados. 

 

 

Saber mais:

Imagens revelam a rápida perda de floresta tropical

WWF apela aos projectos de biocombustíveis brasileiros

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2008

Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com