2008-11-11

Subject: George Solitário deve falhar a paternidade

 

George Solitário deve falhar a paternidade

 

   

George Solitário, o único sobrevivente das tartarugas gigantes da ilha Pinta do arquipélago das Galápagos, parece que vai continuar solitário mais algum tempo.

Os ovos postos por duas fêmeas que partilham o recinto com George não parecem ser férteis, diz um porta-voz do Parque Nacional das Galápagos.

As fêmeas, que vivem juntamente com George na Estação de Investigação Charles Darwin na ilha central do arquipélago, Santa Cruz, há quase 20 anos, pertencem a uma espécie diferente mas aparentada de perto. Depois de décadas de reticência reprodutiva, espantaram os cientistas ao construir ninhos e preenche-los com ovos pela primeira vez este Verão, criando a esperança que tivessem acasalado com George e que ele pudesse vir a ser pai.

Os funcionários conseguiram extrair 16 ovos e instalaram-nos numa incubadora artificial, apesar de três terem degenerado logo ao início. Os restantes 13 ovos deviam ter chocado esta semana mas uma inspecção recente que tal não deve acontecer. A maioria deles perdeu peso de forma significativa, diz Freddy Villalva, funcionário do parque a trabalhar no Centro de Procriação e Reprodução em Cativeiro de Tartarugas Gigantes Fausto Llerena em Santa Cruz. Um ovo, que entrou na incubadora a 4 de Agosto com 127 g, pesa agora apenas 82 g, menos 35%.

Ainda que o peso dos ovos de tartaruga possa aumentar ou diminuir durante a incubação, este tipo de perda de peso radical não é bom sinal, diz Tobias Uller, zoólogo da Universidade de Oxford, Reino Unido. "Uma perda de água de 35% parece-me extrema e sugere que algo está mal, particularmente dado que as condições de incubação devem óptimas em laboratório."

 

Justin Gerlach, coordenador científico do Fundo de Protecção da Natureza das Seychelles, concorda. "Uma alteração de 10% não seria surpreendente num ovo fértil", diz ele, mas "35% pode ser demasiado para que seja viável." Para além da perda de peso, vários ovos têm fungos a crescer na casca, o que apenas acontece se o ovo está rachado. Isto pode indicar que o interior está a apodrecer, diz Gerlach.

A razão para este último revés permanece incerta, ainda que, com base no desempenho reprodutor passado de George, a explicação mais provável é que ele não tenha acasalado com as fêmeas ou, se o fez, não tenha havido transferência de esperma viável.

Apesar das más notícias, Villalva acredita que 20% dos ovos podem ser saudáveis o suficiente para chocar. Toni Darton, executiva-chefe do Galápagos Conservation Trust, também permanece optimista. "O entusiasmo mundial causado pela descoberta dos ovos no recinto do George Solitário mostrou até que ponto ele é um ícone da conservação", diz ela. "Vamos ter que continuar a fazer figas nas próximas semanas." 

 

 

Saber mais:

Parque Nacional das Galápagos

Tartaruga extinta pode viver novamente

Paternidade à vista para George Solitário?

Encontrado parente do 'George solitário'

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2008

Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com