2008-09-22

Subject: Aves mais comuns do mundo estão em declínio

 

Aves mais comuns do mundo estão em declínio

 

 

Dificuldades em visualizar este email?

Consulte-o online!

As populações das aves mais comuns do mundo estão em declínio em resultado da contínua perda de habitat, alerta uma avaliação global agora conhecida.

A avaliação feita pela BirdLife International descobriu que 45% das aves mais comuns da Europa estão em declínio, bem como mais de 80% das espécies do solo australianas. Segundo os autores do estudo, os governos não estão a cumprir a sua promessa de parar a perda de biodiversidade até 2010.

O relatório sobre O Estado das Aves do Mundo 2008, a primeira actualização feita desde 2004, descobriu que espécies comuns estão em acentuado declínio em todo o mundo. 

Na Europa, a análise de 124 espécies ao longo de uma período de 26 anos revelou que 56 espécies tinham diminuído o seu efectivo em 20 países. As aves do campo são as mais afectadas, com o número de rolas-bravas Streptopelia turtur a cair em 79%.

Em África, as aves de rapina estão "em declínio generalizado" fora das áreas protegidas e na Ásia 62% das espécies de aves aquáticas migratórias "estão em declínio ou já se extinguiram".

"Desde há décadas que as pessoas têm focado os seus esforços em aves ameaçadas", explica a editora principal Ali Stattersfield, chefe de ciência da BirdLife International. "Mas para além disso, temos vindo a trabalhar para compreender melhor o que se passa no campo como um todo."

Ao consolidar dados de vários estudos, a equipa de investigadores foi capaz de identificar as tendências que afectam as espécies em todo o mundo. "O relatório diz-nos que a degradação ambiental está a ter um impacto enorme, não só nas aves mas em toda a biodiversidade", diz ela.

Ainda que razões bem conhecidas, como as alterações à utilização do terreno e a agricultura intensiva, sejam causas, Stattersfield diz que foi difícil apontar o dedo da culpa a apenas uma actividade.

"Não é suficiente analisar espécies ou locais individualmente, precisamos de olhar para as políticas e práticas que afectam as nossas paisagens globais."

A avaliação global também mostra que as aves mais raras continuam em risco. Um oitavo das aves do mundo, 1226 espécies, estava listada como ameaçada. Dessas, 190 enfrentam perigo eminente de extinção. 

 

Um caso chocante é o do abutre de dorso branco na Índia, cujo efectivo se afundou em 99,9% nos últimos anos. Os albatrozes enredados nos anzóis de pesca de linha longa é outro em que as causas de declínio foram identificadas e objecto de campanhas.

Stattersfield diz que estes exemplos mostram que esforços concertados podem investigar e identificar o que tem vindo a afectar negativamente as populações de aves, mas a prevenção é sempre melhor que a cura.

"Não queremos estar sempre a reagir aos problemas que surgem por má prática. O que estamos a tentar com este relatório é ser o mais claro possível acerca das causas subjacentes e apresentar uma gama de medidas de conservação que preservem as aves e a biodiversidade."

A BirdLife International vai usar o relatório, que será publicado na sua conferência de Buenos Aires e no site do grupo, para apelar aos governos para disponibilizarem mais fundos para a conservação global.

"A conservação da biodiversidade não é cara, requer somas relativamente triviais  à escala da economia mundial", diz Mike Rands, chefe executivo da BirdLife. Ele estima que a salvaguarda de 90% da biodiversidade africana custará menos de US $1biliões por ano.

"O mundo está a falhar no seu compromisso para em 2010 alcançar uma redução significativa da taxa actual de perda de biodiversidade. O desafio é recolher os compromissos internacionais sobre biodiversidade e tomar acções concretas." 

 

 

Saber mais:

BirdLife International - State of the World's Birds

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2008


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com