2008-09-05

Subject: Lobos preferem salmão a veado

 

Lobos preferem salmão a veado

 

   

Para além dos ursos pardos, os "lobos pescadores" da zona costeira da Colúmbia Britânica também andam em busca de salmão e chegam mesmo a comer quase exclusivamente o peixe quando este está disponível, revela um novo estudo agora conhecido.

Os biólogos analisaram anos de dados recolhidos através das fezes de lobos cinzentos como forma de descobrir o que os animais estavam a comer.

A equipa descobriu que os predadores costeiros, como muitos outros lobos, dependem de veados a maior parte da Primavera e Verão mas durante vários meses no Outono, os lobos ignoraram os veados para se focarem no salmão migratório.

"O que é mais invulgar é esta enorme alteração sazonal de dieta para o salmão, eles passam à frente do veado para ter o salmão como alvo", comenta o líder do estudo Chris Darimont, da Universidade de Vitória no Canadá.

O co-autor do estudo Thomas Reimchen acrescenta que os resultados são tão importantes em relação ao salmão como em relação aos lobos. "O salmão continua a surpreender-nos, revelando-nos novas formas em que as suas migrações oceânicas se misturam com ecossistemas terrestres inteiros. Em termos de fornecimento de alimento e nutrientes a uma teia alimentar inteira, podemos compará-los aos gnus do Serengeti."

Os investigadores já sabiam que os lobos ocasionalmente comem salmão, pois os biólogos já tinham encontrado peixe nas fezes de lobo e mesmo observado os animais a pescar mas a "teoria ortodoxa e confortável", diz Darimont, é que os lobos estão primeiro associados a populações de ungulados como o alce e o veado.

Mesmo os autores deste novo estudo acreditavam que o salmão seria uma presa alternativa, reservada para quando os veados eram escassos.

Darimont diz que ele e a sua equipa ficaram "absolutamente chocados" quando descobriram que os lobos pareciam preferir o salmão no Outono, quando os peixes migram rio acima para desovar. "Os veados estão lá, os lobos podiam continuar a alimentar-se deles."

 

Ecologicamente falando, Darimont está especialmente entusiasmado com o facto de a escolha de alimento dos lobos ser conduzida pela abundância de salmão, não pela escassez de veado. Ele considera que esta estratégia faz todo o sentido.

"O salmão é seguro, é nutritivo e está espacialmente restrito. Este buffet do mar vem até eles, não têm que o procurar por dezenas de quilómetros, como com o veado, e é previsível. Estas são qualidades impressionantes num recurso."

David Mech é um biólogo que há mais de 40 anos que estuda os lobos na região dos Grandes Lagos e que ajudou a manter a teoria predominante de que estes predadores estão intimamente associados aos ungulados. Para ele, os resultados são interessantes mas não surpreendentes. "Eu chamar-lhe-ia uma excepção e esta não seria a primeira."

Mech salienta que, no Árctico, os lobos comem frequentemente lebres no Verão e, no Ontário, dependem de castores quando os veados escasseiam. "Numa ilha do Lago Superior, lobos comeram grande quantidade de maçãs no ano passado mas tudo isto são excepções à regra de que os lobos dependem de ungulados."

Ainda assim, Darimont considera os seus lobos uma relíquia do tempo em que a associação com outras presas era mais vulgar. "Esquecemo-nos que não há muito tempo que as duas espécies eram comuns por toda a América e Europa, este comportamento devia ser comum."

Darimont também está preocupado com as ameaças a esta associação na actualidade. "Há uma enorme biomassa de energia e nutrientes, o salmão, que regressa para se reproduzir para as futuras gerações, basicamente servindo todo um ecossistema, alimentando ursos, lobos, aves, insectos, etc."

Mas actualmente a pesca industrial altamente eficiente captura mais de 90% dos peixes antes de eles entrarem no rio para desovar. "No contexto de conservação, se estamos interessados na manutenção deste recurso incrível, então temos que que reduzir seriamente os níveis de exploração."

 

 

Saber mais:

David Mech

BMC Ecology

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2008

Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com