2008-04-18

Subject: Moscas recebem troca de sexo por controlo da mente

 

Moscas recebem troca de sexo por controlo da mente

 

  Dificuldades em visualizar este email?

Consulte-o online!

Os cientistas foram capazes de tomar controlo do cérebro de moscas de modo a fazer fêmeas comportarem-se como machos.

Os investigadores modificaram geneticamente os insectos de forma a que um grupo de neurónios que controla o comportamento sexual possa ser activado através de um pulsar de luz.

A equipa foi capaz de fazer com que as fêmeas da mosca da fruta produzissem uma canção de cortejamento, um comportamento habitualmente apenas observado nos machos.

O estudo, publicado na revista Cell, sugere que o modo como os cérebros feminino e masculino estão organizados é semelhante.

Gero Miesenboeck, da Universidade de Oxford, que realizou a investigação em conjunto com J. Dylan Clyne, da Universidade de Yale, diz: "É frequente os machos terem de trabalhar arduamente para convencerem as fêmeas a acasalar. Em muitas espécies animais, os machos realizam exibições de cortejamento elaboradas para impressionar as fêmeas, tal como nas moscas da fruta."

Os machos da mosca da fruta fazem vibrar uma das asas para produzir uma canção audível, explica Miesenboeck. "Se a fêmea aprecia a canção, deixa-se seduzir e permite os avanços do macho."

Estudos anteriores já tinham revelado que um grupo de 2 mil células cerebrais eram necessárias para este comportamento de corte em insectos, no entanto, tanto os machos como as fêmeas da mosca da fruta parecem ter a maioria destes neurónios.

Miesenboeck refere: "Parece que os machos e as fêmeas têm equipamentos neurais muito semelhantes, ainda que se comportem de forma muito diferente. Apenas o macho 'canta' e apenas a fêmea reage à canção permitindo a cópula. A grande questão é: porque existe ou o que está a causar a diferença?"

Para o investigar, a equipa colocou algumas moscas num 'mini estúdio de som'. Os insectos tinham sido geneticamente modificados para que um impulso de luz activasse este grupo de neurónios da corte.

Em primeiro lugar, os investigadores analisaram moscas macho e descobriram que a luz realmente desencadeava uma canção.

"A segunda, e bem mais interessante, questão que queríamos colocar era o que aconteceria se activássemos esses neurónios nas fêmeas. As fêmeas normalmente não revelam este comportamento mas quisemos descobrir se teriam uma capacidade escondida para o realizar", explica Miesenboeck.

 

À medida que a luz pulsava através da câmara, imagens de vídeo mostram que a fêmea da mosca da fruta voa elevando e batendo uma das asas para produzir uma canção.

A etapa seguinte foi descobrir até que ponto era eficiente a canção artificialmente induzida como apelo ao acasalamento, e para isso foi realizado o teste "Cyrano de Bergerac".

Um macho e uma fêmea foram colocadas no estúdio de som. O macho tinha as asas modificadas de modo a ser incapaz de produzir qualquer tipo de som. O casal emudecido ouvia, então, gravações das canções de acasalamento produzidas pelos machos e fêmeas com a mente controlada.

"As canções dos machos artificialmente activadas revelaram-se sedutoras", diz Miesenboeck. No entanto, a música produzida pelas fêmeas pouco fez para colocar as moscas mudas com disposição de acasalar.

Miesenboeck explica: "Quando analisámos as canções, descobrimos que existiam diferenças subtis entre as canções masculinas e as canções induzidas artificialmente das fêmeas, o tom era ligeiramente errado, o ritmo também e a canção, de modo geral, era menos bem controlada."

Ainda assim, os investigadores dizem que o estudo revela que os cérebros das fêmeas e dos machos são muito semelhantes nas moscas da fruta, mesmo os circuitos dedicados a comportamentos sexuais como a corte.

A próxima questão a responder, diz Miesenboeck, é se tanto os machos como as fêmeas têm a capacidade de criar canções de cortejamento, porque motivo apenas os machos o fazem, em circunstâncias normais?

Ele pensa que podem existir um punhado de "centros de comando" no cérebro das moscas, que o colocam em modo feminino ou modo masculino. "O nosso próximo objectivo é descobrir esses centros." 

 

 

Saber mais:

Moscas da fruta bêbedas tornam-se hipersexuadas

Moscas gay perdem os nervos

Moscas da fruta em contacto com o seu lado gay

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2008

Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com