2004-02-07

Subject: Mistério dos pombos-correio desvendado 

News of the Wild

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the  Wild

Este boletim é mantido pelo site Born to be Wild, para que não esqueça o seu lado selvagem ...

 

Em destaque:

Mistério dos pombos-correio desvendado 

 

  Questões ou comentários para: borntobewild@clix.pt

Dê o site Born to be Wild a conhecer a um amigo!!

 

Os pombos-correio descobrem o cominho seguindo estradas e caminhos-de-ferro, tal como o Homem, alegam os zoólogos num estudo recentemente revelado.

Segundo este estudo, as aves dependem muito menos das suas bússolas naturais de campo magnético terrestre e do sol, do que do seu conhecimento das vias de comunicação humanas. 

Um estudo de 10 anos da Universidade de Oxford descobriu que alguns pombos-correio viram exactamente nos cruzamentos de estradas e seguem pontos de referência em terra de forma a lembrarem-se da sua localização. Estas descobertas deixaram os cientistas verdadeiramente boquiabertos. 

As rotas dos pombos foram passadas a mapa com a ajuda de pequenos emissores e por GPS. O chefe da equipa de pesquisa Tim Guilford diz mesmo que os resultados estavam à vista. 

Os pombos não seguem rotas lineares de todas as vezes, por vezes voam 200 ou 300 acima de áreas construídas, o que torna difícil perceber exactamente qual é o seu ponto de referência. Mas quando seguem uma estrada é realmente óbvio. 

Seguimos alguns pombos que voaram sobre a auto-estrada de Oxford e que chegavam mesmo a virar sempre em determinados cruzamentos, de uma forma muito humana. 

O doutor Guilford diz que os pombos apenas usam a sua capacidade de navegação pelo sol quando estão em território desconhecido, seguindo estradas sempre que isso lhes facilita a navegação.

Há aqui algo mais do que poupar energia, dizem os cientistas, as aves usam esta técnica para manter as suas viagens o mais simples possíveis. 

 

 

 

Saber mais: 

Oxford University

A história dos pombos-correio

Homing Pigeon Flight Line

 

 

Comentar esta notícia           Imprimir

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja receber o boletim Born to be Wild clique aqui!!

Respeitar os animais é respeitarmo-nos a nós próprios!

@ Born to be Wild, 2004


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com