2008-01-24

Subject: Regeneração celular dá esperança a diabéticos

 

Regeneração celular dá esperança a diabéticos

 

   

Algumas células do pâncreas adulto podem, em alturas de stress extremo, produzir novas células secretoras de insulina, descobriram os investigadores.

As descobertas, baseadas num estudo feito com ratos, abrem uma nova abordagem à substituição de células secretoras de insulina em pacientes com diabetes e vêm ao encontro da controvérsia existente na comunidade de investigadores da diabetes acerca da existência dessas células.

“É uma grande descoberta", diz Emmanuel Baetge, chefe de ciência da Novocell, uma companhia de células estaminais com sede em San Diego, Califórnia mas que não esteve envolvida no estudo. 

Sabe-se que o sangue e o coração recebem novas células produzidas por células estaminais adultas. Se esse tipo de sistema de regeneração com células estaminais existisse no pâncreas, talvez elas pudessem ser usadas para repor o stock de células pancreáticas ß, que produzem insulina. Esta situação podia ser a base de um tratamento com diabetes do tipo 1, que têm menos células ß.

Pelo menos, era essa a esperança mas os investigadores estavam fartos de procurar essas células no pâncreas e nada. “A maioria das pessoas, incluindo eu, tinha concluído que o pâncreas era muito diferente", diz Douglas Melton, investigador sobre células estaminais da Universidade de Harvard em Cambridge, Massachusetts.

Sem células regeneradoras estaminais, parecia que apenas existiam duas formas de gerar novas células ß nos diabéticos: encorajar as poucas células ß que tivessem a dividir-se ou programar células estaminais embrionárias para produzir o tipo celular em necessidade e injectá-las no paciente.

Infelizmente, as células ß são difíceis de isolar e crescem muito lentamente em cultura, o que torna difícil aumentar o seu número. As células estaminais embrionárias crescem mais facilmente mas são difíceis de programar. Os investigadores da equipa de Baetge chegou muito perto: as células estaminais embrionárias foram levadas a formar células ß, mas elas não eram capazes de regular a produção de insulina nos diabéticos.

Harry Heimberg, investigador no Diabetes Research Center da Universidade de Vrije em Bruxelas, continuaram, por isso, a caça às células estaminais pancreáticas.

 

Eles já tinham procurado células estaminais danificando o pâncreas, vendo surgir novas células ß e seguindo-as até à sua fonte. Este processo mostrou que as novas células ß surgiam simplesmente por divisão daquelas que já existiam.

Heimberg danificou pâncreas de rato de forma diferente: fechando o canal que drena enzimas digestivas do pâncreas. Esta situação causa inflamação e duplica o número de células ß. “Se pensarmos no pâncreas como a nossa cabeça e o canal como o pescoço, eles apertaram o pescoço", explica Melton.

Quando os investigadores seguiram as novas células, descobriram uma população que expressava uma proteína normalmente encontrada apenas em células embrionárias pancreáticas, um sinal de que células estaminais poderiam estar envolvidas. Verificaram que estas células podiam regenerar células ß capazes de reagir à presença de glicose.

O estudo revela que os ratos podem substituir as células ß produtoras de insulina. Tecnicamente, as células podem não ser verdadeiras células estaminais adultas, falta provar que elas também são capazes de se substituir a si próprias, mas continuam a ser uma promessa terapêutica.

"Se conseguíssemos que estas células fossem estimuladas sem necessidade de traumatismo, poderíamos ser capazes de as usar para tratar a diabetes", diz Baetge.

Agora que a luta para encontrar as células acabou, os investigadores podem começar a pensar nessas questões, diz Heimberg. “Foram muito difíceis de descobrir e parece que são difíceis de acordar, parecem 'belas adormecidas'." 

 

 

Saber mais:

NIH Stem Cell Resource

Novocell

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

simbiotica.org  |  Arquivo Comentar  |  Busca Contacte-nos  |  Imprimir  |  @ simbiotica.org, 2008

Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com