2007-11-13

Subject: Aumenta a preocupação com o urso malaio / Mulheres curvilíneas são aposta mais inteligente

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Aumenta a preocupação com o urso malaio

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

A perda de habitat e a caça comercial estão a ser culpadas pelo declínio do número de ursos malaios, a menor das espécies de urso sobreviventes.

Uma avaliação realizada pela World Conservation Union (IUCN) reclassificou o animal como 'vulnerável' e os peritos estimam que estes ursos, encontrados apenas no sudeste asiático, sofreram um declínio de 30% nos últimos 30 anos.

O grupo perito em ursos da IUCN alerta para o facto de seis das oito espécies mundiais de ursos estarem já ameaçadas de extinção.

"Ainda que tenhamos muito a aprender acerca da biologia e ecologia desta espécie (o urso malaio Helarctos malayanus), não temos dúvida nenhuma de que está em grandes apuros", diz Rob Steinmetz, membro do grupo de especialistas em ursos da IUCN.

Segundo Steinmetz, a desflorestação reduziu o tamanho e a qualidade do habitat dos ursos. "Mesmo onde o habitat já está protegido, a caça furtiva comercial permanece uma ameaça significativa", acrescenta ele. "Estamos a trabalhar com os governos, gestores das áreas protegidas, grupos conservacionistas e populações locais para impedir as extinções nas muitas populações pequenas e isoladas de ursos malaios."

Até à realização desta avaliação, os ursos malaios estavam classificados como "não existem dados suficientes" porque pouco se conhecia sobre o estado da espécie.

Uma das espécies emblemáticas para os conservacionistas, o panda gigante, permanece classificado como "ameaçado", apesar dos mais recentes esforços da China para libertar pandas de cativeiro na natureza.

"Ainda que algumas pessoas tenham alegado que as populações de pandas estão a aumentar, ainda consideramos que estão ameaçados porque há demasiada incerteza para justificar uma alteração do seu estatuto", explica Dave Garshelis, co-presidente do grupo de especialistas em ursos da IUCN.

Apesar do panda gigante Ailuropoda melanoleuca permanecer a espécie mais ameaçada de ursos, há razões para se permanecer optimista. A China estabeleceu perto de 60 reservas para pandas, proibiu o abate de bambu e iniciou um programa de reflorestação.

Das oito espécies mencionadas na lista vermelha da IUCN, apenas o urso negro americano se considera seguro em todo o seu domínio, que inclui o Canadá, Estados Unidos e México. Com uma população estimada em cerca de 900 mil animais, há mais do dobro de ursos negros americanos do que de todas as restantes espécies juntas.

"Uma enorme quantidade de esforço e financiamento continua a ser canalizada para os ursos norte-americanos", diz Bruce McLellan, co-presidente em conjunto com Garshelis. "É uma pena que tão pouco seja direccionado para os ursos sul-americanos e asiáticos, onde a necessidade é crítica."

 

A avaliação das 7 espécies terrestres de ursos e do urso polar (tecnicamente classificado como um mamífero marinho) foi publicada no domingo, a seguir a um encontro de especialistas que decorreu no México.

As descobertas serão usadas para actualizar as referências aos ursos na edição de 2007 da Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, considerada um barómetro do estatuto de mais de 41 espécies. 

 

Outras Notícias:

Mulheres curvilíneas são aposta mais inteligente

Mulheres com figuras curvilíneas têm maior probabilidade de serem mais inteligentes que as suas colegas magricelas e podem ser capazes também de produzir descendência mais inteligente, sugere um estudo americano.

Investigadores estudaram 16 mil mulheres e raparigas e descobriram que as mais voluptuosas se safavam melhor em testes cognitivos, bem como os seus filhos: quanto maior a diferença entre a cintura e as ancas de uma mulher, melhor.

Esta situação, especulam os investigadores, pode ter a ver com os ácidos gordos que se encontram nas ancas. Nesta zona, a gordura tem tendência a conter grande quantidade de Omega-3, que pode aumentar a capacidade mental da própria mulher bem como as de um filho seu durante a gravidez.

Os homens respondem com agrada tanto a uma parceiro inteligente como a um filho inteligente, referem os investigadores das Universidades de Pittsburgh e da Califórnia, mas os peritos não estão convencidos.

"É muito difícil desligar a inteligência de outros factores e associá-la apenas aos ácidos gordos", diz Martin Tovee, da Universidade de Newcastle. "E por muito que logicamente aceitemos a ideia de que os homens se interessam pela razão cintura/anca, facto é que esta surge bastante abaixo na lista de aspectos físicos para os quais os homens actuais olham na escolha de uma parceira potencial." 

 

 

Saber mais:

IUCN - Lista vermelha de espécies ameaçadas

Atracção determinada pelo modo de andar

Silhueta de ampulheta no topo das preferências

 

Comentar

Busca Imprimir  

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com