2007-10-27

Subject: Biocombustíveis são crime contra a Humanidade / Um terço dos primatas estão ameaçados de extinção

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Biocombustíveis são crime contra a Humanidade

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Um perito das Nações Unidas condenou o crescente uso de culturas de alimentos para a produção de biocombustíveis de substituição do petróleo como um crime contra a humanidade.

O relator especial das Nações Unidas sobre o direito à alimentação, Jean Ziegler, teme que os biocombustíveis venham a trazer mais fome ao mundo, pois o crescimento na produção de biocombustíveis tem conduzido o preço de algumas das culturas a preços recorde.

Os comentários de Ziegler, feitos no quartel-general das Nações Unidas em Nova Iorque, são claramente feitos com a intenção de chamar à atenção do mundo. Ele queixou-se de uma corrida mal engendrada para converter produtos alimentares, como o milho e o açúcar, em combustíveis, criando uma receita para o desastre.

É um crime contra a humanidade, diz ele, retirar terras aráveis para a produção de de culturas que irão ser queimadas como combustíveis e exigiu uma proibição de cinco anos para essa prática.

Nesse período de tempo, segundo Ziegler, os avanços tecnológicos iriam permitir a utilização de resíduos agrícolas, como as espigas ou as folhas de bananeira, em vez das próprias culturas para produzir combustíveis.

O crescimento na produção de biocombustíveis tem sido conduzida, em parte, pelo desejo de encontrar alternativas mais amigas do ambiente que o petróleo. Os Estados Unidos também estão ansiosos por reduzir a sua dependência do petróleo importado de regiões politicamente instáveis.

Mas a tendência tem vindo a contribuir para uma subida acentuada dos preços dos alimentos com os agricultores, particularmente nos Estados Unidos, a mudar da produção de trigo e soja para o milho, que depois é transformado em etanol.

Ziegler não está sozinho neste alerta para o problema, o IMF já tinha na semana passada expressado a sua preocupação com a crescente dependência do mundo dos cereais como fonte de combustíveis e para as graves implicações desse facto para os mais pobres do mundo.

 

Outras Notícias:

Um terço dos primatas estão ameaçados de extinção 

Quase um terço dos primatas do mundo estão em perigo de extinção devido à destruição dos seus habitats, relata um grupo conservacionista. O relatório diz que muitas espécies estão a ser afastadas das florestas onde vivem ou a ser mortos para se obter medicamentos ou alimento.

 

O resultado desta pesquisa foi apresentado na reunião da Sociedade Internacional de Primatologia (IPS) que decorre na ilha chinesa de Hainan e foi compilado por uma equipa de 60 peritos liderados pela World Conservation Union.

O relatório foca-se no destino das 25 espécies mais ameaçadas a nível mundial, em perigo devido a uma deprimente e longa lista de problemas.

Os autores dizem que todos os membros sobreviventes destas espécies, em conjunto, caberiam num único estádio de futebol.

De particular preocupação são o gibão de Hainan da China e o colobo vermelho Miss Waldron da Costa do Marfim, ambas as espécies com apenas alguns exemplares sobreviventes na natureza.

O relatório consideras que as ameaças são mais fortes para os primatas asiáticos, onde as florestas tropicais estão a ser destruídas diariamente e muitos macacos são caçados ou vendidos como animais de estimação.

Refere também que as alterações climáticas estão a tornar muitas espécies mais vulneráveis.

Os cientistas têm vindo a alertar desde há décadas acerca da crescente ameaça humana para as espécies animais de todo o mundo mas este estudo diz que nos devemos preocupar especialmente com os primatas, quanto mais não seja porque são os nos parentes vivos mais próximos. 

 

 

Saber mais:

Relator especial das Nações Unidas sobre o direito à alimentação

IPS

 

Comentar

Busca Imprimir  

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com