2007-10-01

Subject: Doenças do coração podem aumentar as suas defesas

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Doenças do coração podem aumentar as suas defesas

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Os danos causados pelas doenças do coração podem levar o órgão a lidar melhor com os perigos da cirurgia, revelaram os investigadores: ratos com sintomas de doenças do coração revelaram ser mais resistentes aos danos causados pela cirurgia cardíaca, que envolve a paragem do coração. 

Escrevendo na revista Critical Care Medicine, os investigadores acreditam que ao compreender a reacção química exacta por trás desta situação, a possam replicar através de medicamentos e salvar vidas.

Quase 30 mil pacientes por ano recorrem a operações de bypass coronário, que ajuda a substituir secções de artéria perigosamente estreitadas pelas doenças do coração.

Durante a operação o coração é parado e pode sofrer danos nos seus tecidos como resultado. O estudo agora conhecido sugere que a pressão de viver com doenças cardíacas pode, na realidade, aumentar as chances de ser capaz de minimizar estes danos.

Ratos normais não desenvolvem doenças cardíacas da mesma forma que o Homem mas a equipa de investigadores da Universidade de Bristol utilizou ratos geneticamente modificados de forma a que fossem mais dados a acumular gordura nas artérias do coração se não tivessem uma dieta saudável.

Alguns dos ratos modificados receberam uma dieta rica em gorduras e, por isso, desenvolveram realmente doenças cardíacas, enquanto outros tiveram uma dieta normal de roedor.

Quando a sua 'cirurgia cardíaca' foi realizada nos ratos com problemas cardíacos, os seus corações toleraram melhor o stress da operação do que os dos ratos alimentados normalmente.

 

Saadeh Suleiman, que liderou o estudo, comenta: "O coração é um órgão muito inteligente, pensamos que tenha a capacidade de alterar o seu percurso químico para responder aos danos causados pelas doenças cardíacas. Acreditamos que podemos usar estes percursos para ajudar pessoas que sofram cirurgia cardíaca."

No entanto, Suleiman salienta que é sempre melhor evitar a cirurgia em primeiro lugar, adoptando hábitos alimentares saudáveis.

Jeremy Pearson, da British Heart Foundation, refere: "Estas descobertas são um importante passo em direcção ao desenredar dos complexos mecanismos protectores do coração, que irão ajudar os investigadores a a criar tratamentos que reduzam o risco da cirurgia cardíaca para os pacientes." 

 

 

Saber mais:

British Heart Foundation

Critical Care Medicine

 

Comentar

Busca Imprimir  

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com