2007-08-03

Subject: Devem ser os carnívoros a conduzir a conservação?

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Devem ser os carnívoros a conduzir a conservação?

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Os ecologistas estão divididos sobre se os predadores de um ecossistema serão um bom indicador para a sua biodiversidade. O debate pode levar os conservacionistas a reavaliar as suas prioridades de esforço e de criação de reservas naturais.

Há muito que os conservacionistas buscam grupos de espécies cuja diversidade reflicta a biodiversidade total de uma área. Esses indicadores podem ajudar a identificar os locais que mais precisam de protecção.

Com base na sua análise das aves de rapina, Fabrizio Sergio, da Estação de Investigação Biológica Doñana em Espanha, argumentam que os predadores de topo podem ser esses indicadores. Trabalhando nos Alpes italianos, ele e a sua equipa descobriram que o número de aves de rapina de um local é um bom indicador das restantes espécies que lá habitam.

Isto parece fazer sentido. Os predadores de topo, como as rapinas e os grandes felinos, precisam de grandes áreas de habitat e populações saudáveis de presas. 

Mas agora, num artigo publicado na revista Journal of Applied Ecology, uma equipa de ecologistas liderada por Mar Cabeza, da Universidade de Helsínquia, argumenta que é um erro generalizar a partir de estudos de aves de rapina e que de modo geral os predadores de topo não revelam a biodiversidade do local.

"Sugerir que os predadores de topo são bons indicadores de biodiversidade com base nas rapinas de um local é perigoso", diz Cabeza. "São precisos mais estudos antes de fazer esse tipo de recomendação."

Alguns predadores, diz Cabeza, comem a diversos níveis da cadeia alimentar, devorando insectos se os roedores desaparecem, por exemplo. Isto permite-lhes sobreviver em ecossistemas muito degradados. Madagáscar, por outro lado, tem poucos predadores mas muitas espécies que não se encontram noutro local.

Dave Augeri, um biólogo conservacionista da Denver Zoological Foundation, concorda com Cabeza. "Não podemos dizer que as rapinas indiquem a biodiversidade porque estamos a falar de aves que incluem espécies especialistas e outras que se alimentam de quase tudo."

 

Alguns dos planos de conservação têm-se focado nos predadores. A Yellowstone to Yukon Conservation Initiative tem como objectivo criar reservas nas Montanhas Rochosas de forma a proteger áreas onde ursos pardos, lobos e linces se encontram.

Mas nem todos estão de acordo com esta abordagem: "Na África do Sul, onde fiz a maior parte dos meus estudos, os conservacionistas nunca proporiam regiões protegidas com base nos carnívoros", diz Bob Smith, biólogo conservacionista da Universidade de Kent. "Escolheriam uma área com base nas espécies vegetais e de insectos e só depois se acrescentavam os carnívoros. Não se pode inverter as coisas."

Sergio concorda que é necessária cautela quando se extrapola resultados mas afirma que nenhum outro grupo de espécies se mostrou, até agora, melhor indicador que os predadores. 

Nesta fase, diz ele, pretende-se compreender as relações entre os predadores e a biodiversidade, mais do que as suas implicações conservacionistas. "Já estão a olhar para as aplicações e nós ainda estamos a olhar para a biologia", diz ele. "Não se pode por a carroça à frente dos bois." 

 

 

Saber mais:

Mar Cabeza

Yellowstone to Yukon Conservation Initiative

Salve-se as espécies emblemáticas em primeiro lugar

 

 

Comentar esta notícia              Busca             Imprimir

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com