2007-07-09

Subject: Gordura da barriga pode fazer crescer novos seios

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Gordura da barriga pode fazer crescer novos seios

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

A gordura da barriga ou do rabo pode ser usada para criar um novo seio através de um tratamento que pode ser desenvolvido numa hora ou no intervalo para o almoço.

Os cientistas dizem que conseguem criar uma mistura de tecido adiposo com células estaminais concentradas, que, depois de injectada no seio, aparentemente estimula o tecido a crescer.

O procedimento, descrito em detalhe na revista Chemical and Industry Magazine, pode vir a ajudar pacientes de cancro que tiveram que ser sujeitas a mastectomias e, se licenciado, pode vir a rivalizar com o silicone para quem ambiciona ter os seios maiores.

Utilizar gordura do próprio corpo da paciente para reconstruir outras áreas não é uma ideia nova mas esse tipo de reconstrução falham frequentemente simplesmente porque a gordura é reabsorvida pelo corpo após algum tempo.

No entanto, a utilização de células estaminais derivadas do tecido adiposo parece ter ultrapassado esse problema, de acordo com o relatório da companhia que criou o procedimento, a Cytori Therapeutics.

Os cientistas dizem que ainda não têm a certeza exacta de como tudo funciona mas suspeitam que as células estaminais emitem sinais que estimulam os vasos sanguíneos a crescer e a alimentar o novo tecido.

Cirurgiões plásticos ingleses têm sido muito cépticos no passado em relação a este procedimento, argumentando que seria demasiado difícil acertar no aspecto e sensação dos implantes, para além do facto de as transferências de gordura poderem levar a complicações e provocar um aspecto granuloso na pele.

 

O procedimento, baptizado Celution, pode ser realizado no espaço de uma hora. A gordura da zona da barriga, rabo ou coxa pode ser retirada através de uma vulgar lipoaspiração e as células estaminais dela extraídas.

Estas células são colocadas num cartucho pronto para ser injectado uma hora depois. A companhia diz que os seios vão aumentando ao longo de seis meses.

A maior teste clínico realizado até ao momento envolveu 19 mulheres no Japão. Todas tinham sofrido pelo menos mastectomias parciais e todas reagiram bem ao tratamento, sem efeitos secundários importantes.

Os testes clínicos continuam e a companhia espera introduzir a terapia no mercado europeu no início de 2008. O tratamento é bastante caro, custando alguns milhares de euros por cartucho, mas não é muito diferente dos custos da cirurgia tradicional.

Em média, nos países ocidentais, cerca de 45 mil pessoas são diagnosticadas com cancro da mama todos os anos e destas, cerca de 30% serão forçadas a realizar mastectomias. 

 

 

Saber mais:

Chemical and Industry Magazine

Cytori

 

 

Comentar esta notícia              Busca             Imprimir

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com