2007-07-02

Subject: Médicos anunciam novo feito em prol da fertilidade

 

Bem-vindo(a) a mais uma edição do boletim informativo  News of the Wild

Este boletim é mantido por simbiotica.org, a Rede Simbiótica de Biologia e Conservação da Natureza

Mantenha-se informado das últimas novidades e troque ideias com todos os que fazem parte desta imensa rede!

 

Em destaque:

Médicos anunciam novo feito em prol da fertilidade

 

  Questões ou comentários para: webmaster@simbiotica.org

Dê a rede simbiotica.org a conhecer a um amigo!!

Médicos canadianos anunciaram o nascimento do primeiro bebé criado a partir de um óvulo amadurecido em tubo de ensaio, congelado e mais tarde descongelado para utilização. 

O método oferece esperança às mulheres vítimas de falhanço ovárico súbito ou a quem não podem ser administrados medicamentos que promovam a maturação do óvulo no ovário.

A menina, agora com cerca de um ano de idade, nasceu no Canadá em resultado do trabalho do Centro Reprodutivo McGill de Montreal. A sua mãe sofre de síndroma do ovário poliquístico, o que significa que os seus ovários estavam em risco de ser excessivamente estimulados se recebesse injecções hormonais, vulgarmente utilizadas nos tratamentos de fertilidade para obter óvulos maduros.

Assim, os investigadores liderados por Hananel Holzer removeram oócitos imaturos dos ovários da mulher e utilizaram hormonas que os amadureceram em laboratório. Os óvulos maduros foram então congelados e posteriormente novamente descongelados para serem utilizados.

A maturação dos óvulos em laboratório já tinha sido feita anteriormente e tinha mesmo levado a nascimentos saudáveis, e o congelamento de óvulos é um procedimento bem estabelecido. Mas esta foi a primeira vez que todos estes passos, cada um importante para os indivíduos inférteis de formas diferentes, foram alinhados de forma a produzir um nascimento bem sucedido.

Três outras mulheres, das vinte participantes no estudo, estão agora grávidas, o que dá uma taxa total de sucesso de 20%. O sucesso mostra que os óvulos amadurecidos em tubo de ensaio e congelados ainda são capazes de originar uma gravidez completa.

"Demonstrámos pela primeira vez que é possível fazê-lo", disse Holzer no encontro da Sociedade Europeia para a Reprodução e Embriologia Humana em Lyon, França, onde foi anunciado o nascimento.

A técnica pode beneficiar mulheres com cancro, que podem ser agravados pelas hormonas administradas para estimular a produção de óvulos pelo ovário. Mulheres sujeitas à fertilização in vitro fertilization (FIV) recebem suplementos de hormonas femininas para aumentar o número de óvulos maduros que produzem, permitindo a criação de maior número de embriões.

A estimulação ovárica também é morosa, demorando entre duas e seis semanas. Mulheres que sofrem de falhanço ovárico súbito não têm tempo de recorrer aos métodos tradicionais, mas esta nova técnica pode ajudá-las a salvar e congelar vários oócitos antes de ser tarde demais.

No seu estudo, que envolveu mulheres com uma idade média de 30 anos, Holzer e a sua equipa recolheram um total de 295 óvulos imaturos, 68% dos quais foram estimulados com sucesso a amadurecer in vitro. Destes, 74% sobreviveram ao congelamento e descongelamento e foram fertilizados. Uma média de três embriões foi implantada em cada uma das 20 voluntárias para maximizar as hipóteses de sucesso, ainda que todas quatro gravidezes bem sucedidas tenham produzido um único bebé.

A técnica ainda não foi demonstrada com sucesso em pacientes com cancro, que deverão ser a maioria das que desejam preservar a sua fertilidade utilizando este método, admite Holzer.

Mas a técnica pode vir a substituir a prática actual para as pacientes com cancro, onde os médicos apenas congelam pedaços inteiros de ovário que podem, mais tarde, ser reimplantados. Esta situação levou a receios de que o tecido reimplantado possa ainda conter células cancerosas.

 

Mulheres saudáveis também poderão utilizar o novo método para preservar a sua fertilidade à medida que se aproximam da meia idade, sugere Holzer, sem a necessidade de injecções hormonais. 

 

Outras Notícias:

Lista de locais 'Património da Humanidade' aumenta

A lista de 'Património da Humanidade' aumentou em 21 locais, em resultado da 31º encontro anual do Comité do Património da Humanidade, que decorre em Christchurch, Nova Zelândia.

O programa do património Mundial, que tem como objectivo "conservar locais de superior importância cultural ou natural para a herança comum da humanidade", lista agora 851 'maravilhas do mundo', incluindo florestas, desertos, montanhas, lagos, edifícios e mesmo cidades inteiras.

Para além dos tradicionais favoritos como a Grande Muralha da China, Machu Picchu, Stonehenge e o Grand Canyon National Park, estão agora listadas as florestas tropicais Atsinanana de Madagáscar e mais um punhado de outros locais (veja o slideshow elaborado pela revista Nature). Existiam 36 nomeações este ano mas apenas dois terços foram aceites.

O programa, dirigido pela Organização Educacional, Científica e Cultural das Nações Unidas (UNESCO), é também responsável pela revisão do estatuto de conservação dos locais da lista. Após a avaliação deste ano, o comité declarou que 29 dos locais listados estão em perigo, devido a ameaças como as alterações climáticas ou ao avanço da colonização humana, necessitando de mais protecção.

Sob certas condições, os locais declarados Património da Humanidade podem obter financiamento para protecção do Fundo do Património da Humanidade, apesar do seu orçamento anual ser pequeno, rondando os US$4 milhões. 

 

 

Saber mais:

Estilo de vida moderno é mau para a fertilidade

Injecção de mitocôndrias aumenta fertilidade

Ovários podem produzir novos óvulos ao longo da vida

Macaco nasce após transplante de tecido ovárico

Nature - Lista do Património da Humanidade (slideshow)

 

 

Comentar esta notícia              Busca             Imprimir

 

 

Recebeu este boletim através de um amigo??

Faça a sua própria subscrição aqui!!

Se não deseja voltar a receber o boletim News of the Wild clique aqui!!

@ simbiotica.org, 2007


Return to Archives

Newsletter service by YourWebApps.com